sábado, agosto 12, 2017

A PRAGA DAS SELFIES NOS MUSEUS E MONUMENTOS

Se há algo que me aborrece verdadeiramente é estar num museu ou num monumento, a apreciar o que me é proporcionado pela vista que escolhi, e estar constantemente a ser solicitado para me afastar porque o menino ou a menina quer tirar uma selfie, ou uma fotografia dos pais ou dos filhos, que logo de seguida será colocado no Facebook.

As fotografias que muitos tiram em abundância, quer pela má qualidade, quer pela voracidade do tempo, terão uma existência efémera e em breve serão substituídas por outras tiradas na praia ou num restaurante, ou bar muito badalado.

Dispensava-se o trabalho em fazer pose, o incómodo causado aos outros visitantes, porque quem perde tempo com essas coisas não aprecia rigorosamente nada o que está à sua volta. 
 
Não desesperem os amantes das selfies porque também há quem pense neles e faça projectos para os entreter e conseguir deles tirar alguma criatividade. 
Leiam ISTO e ISTO

Sem comentários: